segunda-feira, setembro 29, 2008

embarquei numa aventura nova. voltei à faculdade.
ando a aprender árabe. como dizia ontem a uma amiga, tempo não tenho, mas tenho muita vontade. e muito boa companhia.
já sei quase todo o alfabeto. cada letra é uma vitória. isso é lindo.


Escreve!
Sou árabe!
Sou um homem sem título.
Espero , paciente, num país
Em que tudo o que há existe em raiva.
As minhas raízes,
Foram enterradas antes do início dos tempos
Antes da abertura das eras,
antes dos pinheiros e das oliveiras,
antes que tivesse nascido erva.
O meu pai descende do arado,
E não de senhores poderosos.
O meu avô foi lavrador,
Sem honras nem títulos,
E ensinou-me o orgulho do sol
Antes de me ensinar a ler.
A minha casa é uma cabana,
Feita de ramos e de canas.
Estás feliz com o meu estatuto?
Tenho um nome, não tenho título.»

Mahmud Darwish, poeta árabe

1 comentário:

S disse...

Cara colega de carteira:
Havemos de retroverter este poema, ah pois havemos.
:)